5 maneiras que os pais deixam seus filhos obesos (nada relacionado a alimentos)

Nem só a má alimentação prejudica no controle da obesidade nas crianças e adolescentes.


Michele Coronetti

Muitas vezes os pais acabam incentivando maus hábitos em seus filhos que podem resultar na obesidade infantil. E eles nem sabem que estão contribuindo para isso.

Um estudo realizado com 10.822 crianças com idade entre 7 e 10 anos, estudantes de escolas públicas e particulares, revelou que a incidência de sobrepeso e obesidade em crianças está cada vez mais evidente.

Crianças que apresentam sobrepeso e obesidade têm maiores chances de serem adultos obesos. Doenças como diabetes, hipertensão, problemas cardiovasculares e outras enfermidades normalmente são associados à obesidade.

Pais devem ajudar a evitar tais situações de risco para seus filhos atuando em sua infância. Algumas maneiras efetivas que prejudicam as crianças e podem criar um quadro de obesidade incluem:

1. Dormir tarde

Crianças devem dormir cedo. Infelizmente, este é um hábito que vem perdendo força a cada dia. Pais trabalham fora e querem mais tempo com seus filhos, permitindo que eles fiquem acordados até muito tarde a fim de curtir a companhia e passar um pouco mais de tempo juntos. Esta reportagem a respeito de colocar as crianças para dormir cedo deixa clara a relação entre o sono no horário e o aumento de peso. Os dados de quase 1.000 crianças em idade pré-escolar que tinham horário certo para dormir foi posteriormente comparado na adolescência das mesmas crianças e apresentou o seguinte resultado: 23% das que iam dormir depois das 21 horas eram obesas em contrapartida a 16% das que iam para a cama entre 20 e 21 horas. Ter horário para dormir é benéfico não só para evitar a obesidade como para a saúde em geral.

2. Promover os jogos tecnológicos

Ao incentivar um filho a jogar videogames ou jogos de computador durante todo o seu tempo livre do dia, a probabilidade do aumento de peso é iminente. Isso tudo é divertido e moderno, há uma cobrança social em vários ambientes como escola, trabalho dos pais e vizinhança. Pais também se preocupam com a segurança dos filhos e acabam permitindo tempo demais nesses jogos. Crianças precisam brincar, correr, ter contato social e com a natureza.

3. Assistir televisão

Assim como no caso de videogames e outros jogos, a televisão também é muito utilizada para ser babá da criança, permitindo que ela fique muito tempo estagnada. Séries e episódios assistidos pelo computador também entram neste item. Há muitas coisas que podem ser feitas no lugar de apenas sentar e se tornar um eterno telespectador.

Advertisement

4. Relações familiares ruins

Brigas, descontentamento, ausências longas, sentimentos negativos são fatores que influenciam no aumento de peso infantil e juvenil. As relações entre os familiares têm muito mais a ver com obesidade do que se imagina.

5. Falta de controle dos pais

Pais muito permissivos ou os que pedem para que os avós sejam responsáveis pela educação da criança também oferecem risco de obesidade para seus filhos. O abandono da responsabilidade parental influencia bastante no distúrbio de peso infantil e juvenil conforme este estudo. A criança acaba desenvolvendo outros problemas psicossociais além da obesidade.

Mudanças de hábitos ruins na família, especialmente vindo dos pais, reverterá o quadro de obesidade nas crianças e adolescentes que poderão ser adultos com menos problemas de saúde.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.