5 hábitos diferentes para unir a família (você nunca pensou nisso antes)

Há 5 hábitos que estão sendo esquecidos entre o membros da família, porém eles são essenciais para a união familiar.


Roberta Preto

Encontrar tempo para manter os bons costumes exige dos pais sacrifícios com propósitos dignos que produzem benefícios para toda a família. Alguns pais podem pensar que já fazem o bastante em seu lar, suprindo as necessidades físicas dos membros com alimento e vestimenta, todavia, eles esquecem que existe uma necessidade maior a ser suprida: a união familiar. Somente através desses sacrifícios com propósitos dignos, que vão muito além das necessidades financeiras, será possível alcançar essa união.

O maior sacrifício com propósito digno que os pais podem doar aos filhos é o seu tempo. Ele precisa ser compartilhado entre todos os membros da família. Os pais que fazem esses sacrifícios recebem as bênçãos de ver o amor florescer no lar a cada dia, e a cada desafio superado, a cada conquista que a família realiza juntos. Também tornam-se uma família forte e mais unida, pois o amor deles é imensurável, todos estão comprometidos com o lar, porque eles têm um ao outro.

Pensando sobre 5 hábitos que podem unir a família, lembrei-me de princípios que estão sendo desvalorizados, substituídos e esquecidos, todavia, eles são as únicas ferramentas capazes de restaurar os lares de todas as famílias mundialmente.

1. Demonstrar amor

“A coisa mais importante que um pai poderia fazer pela filha seria “amar a mãe dela.”

Essas são atitudes que o casal pode fazer em prol dos filhos, amarem-se. O amor é nutrido quando os cônjuges escolhem agir com respeito, generosidade, bondade e lealdade.

Esforçar-se por amar um ao outro e saber enxergar as qualidades de ambos são decisões que o casal precisa fazer, isso fará com que a união conjugal tenha mais qualidade e também é o primeiro passo para manter a família unida. Somente pelo exemplo dos pais, os filhos sentirão que seu lar é o melhor lugar do mundo para se estar.

2. Ensinar a tolerância pelo exemplo

É obrigação dos pais ensinar aos filhos que a tolerância é uma das maiores necessidades dos dias atuais. No entanto, muitos pais violam essa necessidade dentro de seu próprio lar quando usam de violência verbal e física com a esposa e com os filhos.

Advertisement

A tolerância só pode existir se as diferenças forem respeitadas e a capacidade de perdoar estiver acima do orgulho. Quando posta em prática, a tolerância torna-se uma âncora dentro dos lares. Por essa escolha de tolerar mais as falhas um do outro, a família torna-se mais unida.

3. Elogiar cada membro da família

A qualidade no relacionamento familiar é mantida através do equilíbrio entre amar, corrigir e elogiar. O amor sempre vem em primeiro lugar, ele é fonte de tudo o que é bom, mas esse sentimento maravilhoso de amar e ser amado exige total fidelidade e lealdade em todas as coisas.

Quando você ama, você protege, ajuda e ensina, pois é dever de cada pai e mãe corrigir os erros dos filhos, impor limites, ensiná-los a serem bons.

Também é obrigação dos pais enaltecer as qualidades e conquistas dos filhos, através dessas atitudes por parte dos pais, os filhos saberão que são amados e que são excelentes em seus atributos.

4. Comunicar-se com todos no lar

Uma das coisas mais tristes de se ver, não é mais a ausência de um pai ou de uma mãe dentro do lar, mas sim, a ausência de todos os membros da família mesmo estando na mesma casa.

A distância na comunicação é tão extensa quanto um oceano nos dias atuais, muitos estão conectados com seus aparelhos em cada canto do mundo e bem ausentes do lar. As mães que antes buscavam os filhos nos quartos para compartilharem uma refeição e manter a família unida, “hoje”, são as primeiras a enviar mensagens pelos celulares avisando sobre o jantar e, quando todos se servem, alguns voltam para seus quartos, outros sentam na sala e dedicam sua atenção e sorrisos a qualquer estranho, menos para sua família.

O amor e a união familiar deveriam ser perfeitos e duradouros, não poderia nunca ser substituídas pela internet (ainda que tenhamos pessoas queridas que estão longe e graças a esses benefícios da internet podemos fazer contatos), mesmo assim, o lar precisa ser prioridade e o melhor lugar para se comunicar, pois onde há comunicação, há união e amor.

5. Compartilhar as histórias da família

Um dos hábitos maravilhosos de se exercer diariamente está em compartilhar histórias, ler bons livros e contar aos filhos sobre nossos antepassados, ensiná-los sobre seus avós, bisavós e ajudá-los a manter viva a lembrança de quem foram essas pessoas. Dessa forma, eles saberão que possuem um legado e que são parte de uma família. Também saberão que foram as escolhas de seus pioneiros que contribuíram para eles estar onde estão hoje.

Compartilhar essas histórias é manter viva a família, é honrar quem veio antes de nós, também é amá-los e respeitá-los. Quando os filhos são ensinados com esses valores familiar, eles aprendem o verdadeiro significado do que é ser família e, a união no lar torna-se firme como uma rocha.

Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.