4 passos para garantir um EXCELENTE orçamento familiar

Economia é a chave do negócio. Siga as dicas desse especialista e adquira uma vida familiar financeira mais tranquila.


Cibele Carvalho

Nada pode ser mais prejudicial ao seu casamento do que dívidas ou problemas financeiros. Mas como podemos evitar que essas crises financeiras atinjam nossa família em meio a tanta confusão em nosso país?

Reinaldo Domingos, presidente da Dsop Educação Financeira, buscando disseminar um comportamento financeiro mais adequado entre as famílias da nossa sociedade, ensina quatro regras básicas, que podem salvar seu orçamento e vida familiar. Acompanhe-as:

1. Criar uma planilha, caderno ou bloco de notas

O especialista ensina que começamos conhecendo nossa empresa, ou seja, nosso lar. Como estamos atualmente, no azul ou no vermelho? Com o que estamos gastando mais? Como e onde podemos economizar? Todas essas respostas só conseguiremos obter se colocarmos nossas finanças em dia.

Escolha uma maneira que você possa realmente fazer, seja uma planilha, um caderno, ou até mesmo algum aplicativo de celular, mas faça. Coloque suas despesas ao lado dos seus gastos, e divida-os em gastos fixos (aqueles inevitáveis) e gastos variáveis (aqueles não mensais). Ao lado, acrescente suas entradas, reduzindo seus gastos fixos. Assim, você saberá o quanto pode gastar com os gastos variáveis e também descobrir onde deve reduzir.

2. Listar e aplicar a redução de custos diariamente

Movimente sua lista ou planilha de preferência diariamente, mas se não conseguir mexa pelo menos uma vez por semana, acrescentando seus gastos e entradas durante aquela semana e analise seu comportamento durante esse período.

Você precisa ter o autocontrole financeiro da sua casa e do seu lar. Isso se alcança com muita disciplina, dedicação e importância a seus dados.

3. Envolver toda a família em metas e regras

Não precisamos ser diretamente drásticos e começar a cortar tudo, mas sabemos que se não unirmos a família e buscarmos economizar, uma hora ou outra todos vão sofrer pelas consequências de um orçamento estourado.

Advertisement

Reduza com gastos excessivos. Para começar, telefone, ligações, contas da casa (água/luz/internet). Inclua seus filhos nos cuidados do orçamento, crie metas diretas e concretas que possam ser visualizadas por todos em algum lugar da casa.

4. Poupar de moeda em moeda e conseguir realizar

Todos sonhamos e desejamos coisas melhores para nós e para o benefício da família, um carro melhor, uma casa própria, aquela viagem nas férias, etc.

Torne isso possível poupando. Não basta apenas organizar seus gastos e descobrir que seu dinheiro está sobrando, você precisa decidir antes mesmo de ver a cor do dinheiro onde deseja aplicá-lo.

Mantenha a tradição antiga, mas funcional, do cofrinho em casa. E, além disso, crie uma conta poupança familiar ou pessoal, ou algum tipo de investimento bancário, onde você possa depositar seu dinheiro e retirar com mais lucro possível. Acrescente nessa conta semanalmente algum valor, nem que seja o mínimo possível de 10 reais, torne isso um hábito regular seu e da família.

Reinaldo indica que para uma organização financeira boa e ideal, a família precisa poupar ao menos 10% do que tem ganho mensalmente.

Comece hoje mesmo aplicando essas e outras dicas do especialista em finanças dentro do seu lar.

Toma un momento para compartir …

Cibele Carvalho

Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.