4 conselhos para amenizar 10 diferenças irreconciliáveis no casamento

Especialistas em conflitos do casamento afirmam que todas as relações matrimoniais passam por pelo menos dez diferenças irreconciliáveis. Quais são elas? O que fazer?

Stael Ferreira Pedrosa

Segundo a Dra. Liz Hale, especialista em conflitos do casamento, todas as relações matrimoniais passam por pelo menos dez diferenças irreconciliáveis.

Quais são elas e o que se pode fazer a respeito? Por incrível que pareça, de acordo com pesquisas, a solução não é resolver estas dez diferenças, mas sim saber lidar com elas.

As diferenças são muitas e se perguntarmos a cem casais, podemos chegar a cem questões diferentes. No entanto, nem todas são irreconciliáveis, mas estas abaixo costumam ser:

  • Diferenças de comunicação

  • Intimidade sexual

    Advertisement
  • Amigos

  • Hábitos pessoais

  • Divisão de tarefas domésticas

  • Tendências políticas

  • Questões financeiras (dívidas)

    Advertisement
  • Sogros e famílias estendidas

  • Equilíbrio trabalho/casa

  • Regras de disciplina com os filhos

Como mencionado antes, é possível que essas diferenças nunca sejam resolvidas, porém, podemos aceitá-las e conviver o melhor possível pelo bem do casamento, lembrando que:

1. Diferente não significa errado

Porque meu cônjuge pensa diferente de mim ou toma ações diferentes das minhas, não significa que a maneira dele está errada. É apenas diferente. Tente aceitar isso e compreender os motivos do outro. Isso já fará um bem enorme a sua relação.

Advertisement

Como harmonizar as diferenças no casamento

2. Evitar o comportamento inadequado

Segundo o professor de Psicologia da Universidade de Seattle e premiado pesquisador sobre casamentos, John Gottman, não existe uma fórmula para o casamento bem-sucedido e tampouco o “bem-sucedido” seja o mesmo para todos os casamentos. Entre muitos de seus conselhos sobre como interagir para o sucesso da relação, o Dr. Gottman aconselha evitar o que ele chama de “Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse” durante uma discussão que são:

  • Crítica (atacar a posição ou ideia do outro).

  • Desprezo (diminuir o outro, fazê-lo sentir que sua posição ou ideias estão erradas).

  • Defensiva (Culpar, contra-atacar, ofender-se com a diferença).

    Advertisement
  • Fuga (Retirar-se do ambiente ou ignorar o parceiro, permanecendo mudo).

3. Comece a discutir qualquer tópico de maneira amorosa e respeitosa

Amor e respeito são imprescindíveis quando se tratar de discutir pontos que vão do positivo ao negativo. Com cordialidade, brandura e respeito, pode-se fazer com que a balança penda mais para o positivo que o negativo. Podemos nos irritar, zangar ou até nos queixar, mas dentro dos limites do respeito e cordialidade. Podemos não concordar com o ponto de vista do outro, mas temos o dever de respeitar.

Uma maneira de fazer isso (já amplamente conhecida, mas vale lembrar) é evitar o confronto do tipo: Você é… (egoísta, mal, insensível, etc.). Você fez… (tudo errado, mal, o que não devia, etc.)

Se seu intuito é resolver questões, certamente essa atitude não contribui em nada. Ao invés disso comece com: “Eu não gostei de tal atitude sua porque me fez sentir…” ou “Não gosto quando você faz assim, por que me parece que…”

Familia.com.br – Descubra Como Fortalecer Sua Vida Familiar e Muito Mais

Advertisement

4. Apoiar os sonhos e projetos de vida um do outro

Voltando ao Dr. John Gottman, ele diz que a amizade é parte essencial de qualquer casamento feliz. E que para fortalecê-la é necessário não só apreciar como cultivar os aspectos positivos do outro. Um desses aspectos pode ser um sonho ou ideal de vida de seu parceiro que deve ser honrado e apoiado.

A Dra. Liz Hale citada no início conta a história de um casal em crise que procurou seu aconselhamento. Segundo ela, o marido estava indo trabalhar com um parente em algo que não gostava porque sua mulher vivia implicando com seu sonho de ser músico e nunca fazer dinheiro com isso. Ela diz que é absolutamente fundamental investir nos sonhos de seu parceiro, fazendo o que puder para apoiar, reconhecer e tornar esses sonhos realidade. Através do aconselhamento, o casal mudou o curso dos acontecimentos, o que fez toda a diferença. Conta ela que “a esposa disse carinhosamente ao marido: Volte para seu estúdio e faça acontecer, meu bem. Eu acredito em você. Isso fez com que o marido quisesse ir até os confins da terra por sua esposa”.

Ajude seu amor a alcançar os seus sonhos e você se tornará o parceiro dos sonhos dele.

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.