3 provas de que você está realmente perdoando o seu marido

Perdoar nem sempre é simplesmente esquecer, é preciso muito mais do que isso, apenas esquecer... Existem alguns passos a tomar para se conseguir esquecer do que aconteceu!


Cibele Carvalho

Perdoar uma traição não é para qualquer um não. A pessoa precisa ser realmente forte em sua determinação de exercer o perdão com o cônjuge. Pessoas fortes em sua determinação conseguem perdoar e voltar a equilibrar o relacionamento a dois.

Segundo a Psicóloga Marina Vasconcelos, os cônjuges que conseguem retomar uma relação após a traição sabem que ambos haviam enfraquecido e deixado de alimentar a relação, deixaram de lado a conquista diária um pelo outro!

O acúmulo de situações desagradáveis no casamento pode gerar inúmeros problemas de convivência, fazendo com que ambos deixem de expressar-se por medo e isso acaba posteriormente ensejando discussões indesejáveis e fora do comum.

Por esse motivo, se você precisa saber como está fluindo sua relação após perdoar a traição do seu cônjuge, identifique essas atitudes necessárias em você:

1. O diálogo entre vocês está frequente e amigável

A especialista em terapia conjugal e psicóloga, Tais Sabino, declara que existem alguns casamentos que podem ficar melhor após a traição. Segundo a especialista, as conversas passam a ficar mais francas e sinceras, e os cônjuges passam a expor problemas sérios antes não discutidos.

A psicóloga afirma que não apoia casos extraconjugais, mas que apenas acredita que as relações podem ser refeitas e reavaliadas quando consegue-se superar e começar novamente como se fosse do zero.

Não falhem um com o outro novamente, analise o diálogo que conseguem manter, perceba o tom e a amizade existente entre vocês, esses dois pontos precisam ser diferentes e melhores.

Advertisement

2. Consegue demonstrar com ações diárias o amor

“E daí que não vai ser fácil, sim eu sei que vai ser difícil, mas eu quero você e nós vamos ter que trabalhar juntos nisso todos os dias.” (Nicholas Sparks – O diário de uma paixão).

A infidelidade faz sofrer ambas as partes atingidas, então para a reconstrução das feridas que ficarão, ambos os corações precisam ser curados. A vítima não pode apenas ficar exigindo do outro que a cure e esqueça que ele que traiu também foi magoado, ofendido e machucado de alguma forma e precisa ser amado para voltar a ser o que era antes.

3. Não sente medo do futuro da relação

Uma das causas complexas de qualquer divórcio é a insegurança, seja com casais que passaram por traições ou não; o medo, a insegurança, o ciúme exagerado, o controle excessivo, são coisas que devastam qualquer relacionamento não apenas os conjugais.

Para se sentir alegre, em paz em uma relação ambos precisam se sentir livres, afinal nem todos os segundos e passos podem e devem ser controlados.

O tempo para restabelecer a confiança depende de cada casal, mas se desejar e optar por perdoar, comece hoje mesmo a colocar um pouco de água no copo da confiança em seu cônjuge.

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens (as suas ofensas), tampouco vosso pai vos perdoará as vossas ofensas.” (Mateus 6:14,15)

Toma un momento para compartir …

Cibele Carvalho

Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.