19 bênçãos que você está perdendo se não tem filhos

Ter filhos dá a oportunidade de aprender e desenvolver atributos que nos tornam melhores. Saber as bênçãos e alegrias que perdemos por não tê-los faz-nos compreender que nada é tão precioso e compensad


Sônia Penha

Ao olharmos uma criança, vemos uma dádiva de Deus. Gerar filhos é um grande privilégio para o marido e a mulher.

Quando o homem e a mulher foram criados e unidos no casamento, Deus os abençoou e lhes disse para frutificar, multiplicar e encher a terra, referindo-se ao potencial de tornarem-se pais. Obedecer a esse mandamento exige fé. Muitos o esquecem ou colocam de lado, porque o mundo hoje marginaliza a importância de ter filhos e sugere adiar ou limitar os filhos em uma família.

Rachel Jankovic, uma mãe cristã de cinco filhos, escreveu em seu blog: “Ao sermos criadas nesta cultura, é muito difícil obter uma perspectiva bíblica sobre a maternidade. (…) Ter filhos fica abaixo da faculdade em prioridade. Abaixo de viajar pelo mundo, com certeza. Abaixo da liberdade de sair à noite, à vontade. Abaixo de malhar o corpo na academia. Abaixo de qualquer emprego que você tenha ou espera obter. A maternidade não é um passatempo, é um chamado. Não colecionamos filhos, porque os achamos mais bonitinhos do que selos. Não é algo que fazemos se conseguirmos encontrar tempo para isso. É o motivo pelo qual Deus nos concede tempo.”

8 cuidados ao lidar com um cônjuge que não quer ter filhos

O tempo de ter filhos é especial e nos ensina coisas preciosas. Uma amiga deu-me uma poesia que me ajudou a ver como é bom tê-los. Seguem algumas coisas que aprendi e vivi na minha vida, como mãe, e na de meu esposo, como pai, que não teríamos se não tivéssemos filhos.

Ter filhos é desafiador, mas tem suas recompensas e traz alegrias, muitas alegrias.

A alegria de…

1. Esperar por alguém especial

Esperar a chegada do bebê, de imaginar como ele será e conhecer alguém pelo qual se esperou tanto tempo.

Advertisement

2. Ir ao médico e descobrir uma vida dentro de você

Crescendo e se desenvolvendo. Sentir e ouvir um coraçãozinho tão pequeno ainda, batendo com vontade de viver, enchendo nossos olhos de lágrimas.

3. Planejar

A dieta e os exercícios para que ele se desenvolva bem. O enxoval, o quarto e cada coisa que fará parte dessa nova vida e terá um significado.

4. Maravilhar-se

Com os caminhos de Deus para os pais, preparando-os para cumprir bem esse chamado.

5. Sonhar

Com o que esse bebê poderá ser, e orar para que Deus ensine como alimentar sua alma e prepará-lo para alcançar seu pleno potencial.

6. Chegar o tempo de nascer

De escutar seu choro pela primeira vez e pegar nos braços alguém que se desejou e esperou tanto.

7. Amamentar à noite

Vencer as cólicas, preparar as mamadeiras e papinhas, trocar as fraldas, dar banho e vestir, de ninar na cadeira de balanço e andar pela casa toda.

8. Desenvolver-se

Demonstrar paciência e autossacrifício

9. Mostrar um mundo de amor, bondade e verdade

Ponderar que ele é uma pessoa feita à imagem de Deus, que não é nosso, mas Dele.

10. Considerar a mordomia de ser escolhido

Para cuidar, amar, dar o melhor de nós mesmos por ele, para criar, nos alegrar e responder por ele perante Deus um dia.

11. Abraçar forte

Contar histórias, mostrar Deus em tudo o que existe para ensinar respeito e admiração.

Advertisement

12. Levar para passear

Balançar no parque, apostar corrida, fazer um desenho, caçar borboletas, estourar bolinhas de sabão, brincar, enfim, dar uma amizade alegre.

13. Mostrar o caminho correto e excelente

Ensinar seus lábios a orar, seu coração a amar a Deus e a honrar suas leis, a amar os homens e a obedecer as leis da Terra.

14. Sorrir

No lugar de franzir a testa, cantar no lugar de resmungar, enxugar as lágrimas com beijos, compartilhar o que temos de melhor através das nossas atitudes, do amor à vida, a Deus e à família.

15. Responder a todas as perguntas

Porque um dia já não desejarão as nossas respostas.

16. Ensinar

Com paciência, a obedecer, a guardar os brinquedos, a beleza do dever, o hábito de estudar, a alegria de adorar, a paz de uma oração.

17. Vê-lo ir para a escola

Sentir sua falta, mas estar ali para recebê-lo quando voltar para contar sobre seu dia.

18. Ensinar o valor do trabalho

Independência, industriosidade, responsabilidade e autoconfiança. Ser firme, amigável e disciplinar com amor.

19. Deixá-lo ir

Se soltar dos pais, e ter a bênção de vê-lo, já crescido, como uma pessoa boa, justa, trabalhadora e honesta, amando a Deus e servindo a todas as pessoas.

Não ter filhos nos faz perder todas essas alegrias. Ter filhos nos dá a oportunidade de aprender e desenvolver muitos atributos que nos tornam melhores.

Se você ainda está com dúvida, leia o artigo: Para quê ter filhos?.

Essa decisão deve ser tomada entre o marido e a esposa, com a ajuda de Deus. Não podemos julgar essa decisão sagrada e particular, é um assunto delicado e muitas vezes doloroso, pois não conseguimos explicar as dificuldades que passamos nessa vida.

A história deste casal que não podia ter filhos também ensina o que é desejar ter um filho e ser pais.

Perceber as bênçãos e alegrias que perdemos quando escolhemos não ter filhos, tendo essa capacidade, ajuda-nos a compreender que nenhuma carreira será tão preciosa e nenhum trabalho tão compensador.

Leia ainda: 7 sugestões para lidar com um cônjuge que não quer ter filhos

Toma un momento para compartir …

Sônia Penha

Sônia Penha é esposa e mãe de duas lindas filhas. Ama sua família, gosta de ler e se informar sobre vários assuntos, gosta de fazer artesanato e atividades que envolvam a família e amigos. Possui formação em Informática e é editora para o Familia.com.br.