15 dicas para pais de jovens adultos em casa

Dicas que trazem reflexões importantes para o bom relacionamento entre pais e seus filhos adultos que ainda moram juntos.


Suely Buriasco

Fatores econômicos, segurança, enfim, variadas têm sido as razões que justificam o número crescente de jovens adultos que residem nas casas dos pais e adiam o início de uma vida independente.

Conviver bem com seus filhos adultos que ainda moram em casa é fundamental para a harmonia do lar. Pode ser uma experiência muito boa manter essa convivência, no entanto, é preciso observar que seus filhos não são mais crianças e a relação de vocês necessariamente terá que envolver outros elementos e combinações.

Observe algumas dicas:

1- Nesta forma de relação é necessária uma renegociação das fronteiras familiares, estabelecendo-se limites claros, flexíveis, porém bem definidos.

2- Os filhos precisam entender que a casa é dos pais, portanto, são eles que estabelecem as regras.

3- Estabeleça responsabilidades de seus filhos em casa, mesmo que não seja necessário é importante que eles tenham tarefas a cumprir.

4- Alguns conflitos são inevitáveis, mas muitos podem ser solucionados com um bom diálogo e respeito mútuo.

Advertisement

5- A comunicação entre pais e filhos exige livre expressão de sentimentos; para tanto é imprescindível escuta atenta e fala clara.

6- Diante de conflitos é fundamental que se busque entendimento mediante negociação e compromisso.

7- Reconhecer seus filhos como adultos é preciso, auxilie no que for preciso para que alcancem seus objetivos.

8- Incentive a independência financeira e emocional de seus filhos; facilite o caminho deles para seguirem por suas próprias pernas. Manter a família unida é importante, mas isso não pode significar interdependência.

9- É essencial dar apoio, entretanto, esse não é mais o momento de ser pai e mãe em tempo integral. Liberte-se!

10-

Não se magoe com o que pode parecer falta de atenção de seus filhos; lembre-se sempre que eles já são adultos. Liberte-os!

11-

Cuidado para não se tornar dependente da presença de seus filhos em casa, tentando segurá-los com mimos ou, pior, com chantagens emocionais.

12-

Não use suas próprias dificuldades para manter seus filhos em casa; reflita racionalmente e reencontre a própria individualidade.

13-

Motive seus filhos; não alimente a acomodação deles, afinal, o ser humano precisa de riscos e desafios para crescer.

14-

Demonstrar afeto é sempre de grande importância; o carinho entre pais e filhos tem efeito transformador na vida familiar.

Advertisement

15-

Busque realizações inéditas; volte a perseguir um sonho pessoal e, principalmente, dedique-se à busca espiritual.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.