14 coisas que deixam as crianças extremamente felizes (não tem nada a ver com presentes ou bens materiais)

Veja algumas coisas que fazem a alegria da criançada e as ajudam a encontrar alegria nas coisas simples da vida.


Erika Strassburger

Quem pensa que precisa desembolsar centenas de Reais para alegrar uma criança está redondamente enganado. O que deixa os pequenos felizes pouco ou nada tem a ver com dinheiro. Aqui estão algumas coisas que torna o mundo dos rebentos muito melhor:

1. Pai e mãe que se amam

Poucas coisas transmitem tanta segurança e paz aos filhos como ter pais que se tratam com bondade e amor.

2. Receber um olhar e sorriso de aprovação

Quando nossos filhos aprontam, tratamos logo de balançar a cabeça de um lado para o outro e lançar aquele olhar de reprovação acompanhado de um “tsc tsc tsc”. E quando eles fazem algo bom, será que nos lembramos de mostrar nossa aprovação? Nossos filhos sentem-se muito felizes quando damos um feedback positivo a seus esforços.

3. Regras e limites

Pode parecer que não, mas nossos filhos anseiam por regras e limites. Isso faz com que eles se sintam cuidados, seguros e amados; pois sabem que nos importamos com eles.

4. Quando seu pai lhes dedica tempo

“Meu pai” são duas palavras que as crianças enchem o peito para dizer. Estudos mostram que “a participação efetiva do pai na vida de um filho promove segurança, autoestima, independência e estabilidade emocional.”

5. Quando a mãe para de fazer algo para lhes dar atenção

Quando a mãe dá uma pausa na arrumação da casa, no trabalho on-line ou em qualquer atividade em que esteja concentrada para dar uma atenção especial aos filhos, ela transmite a mensagem de que ser mãe está acima de qualquer outra coisa, de que eles são mais importantes para ela do que seu trabalho, tarefas e lazer.

6. Passear com os pais

As crianças amam sair de casa com seus pais, seja para dar uma caminhada no quarteirão, uma volta no parque ou visitar familiares e amigos. As atividades em família são uma excelente maneira de fortalecer os vínculos familiares.

Advertisement

7. Brincar com água

Não é preciso uma piscina enorme para fazer a alegria da garotada. Uma piscina portátil, mangueira (quando não houver escassez de água) ou guerra de bexiguinhas é suficiente para deixar as crianças muito felizes.

8. Receber elogios sinceros

Um simples “Muito bem, meu filho!”, ou “Parabéns!”, ou “Amei ver o quanto você se esforçou!” faz toda a diferença para a autoestima das crianças.

9. Um animal de estimação

A psicóloga Natércia Tiba disse a um site de pediatria que conviver com animais é muito benéfico, pois ajuda no processo de desenvolvimento da criança. “Ela irá exercitar o senso de responsabilidade. Além disso, passará a trabalhar seus sentimentos como a autoestima, a alegria, a tristeza, a frustração, a tolerância e a compreensão”. Ela disse que um animalzinho é bastante indicado em lares onde os pais trabalham fora, pois ele poderá fazer companhia para a criança; e também em lares em que os irmãos brigam muito, pois eles tiram o foco uns dos outros e passam a focar no bichinho, o que acabará contribuindo para um relacionamento mais saudável.

10. Férias em família

Pais que reservam alguns dias ou semanas, todos os anos, para viajar com os filhos – e não precisa ser uma viagem cara, pode ser um passeio à casa de um familiar que mora em outra cidade ou a um sítio – transmitem a eles a mensagem de que o tempo em família é tão importante e mais precioso que seus afazeres cotidianos.

11. Darem-se bem com os irmãos

Embora seja difícil de aceitar, somos nós, pais, os maiores responsáveis pela rivalidade entre irmãos. O artigo abaixo explica de que forma isso acontece e nos ajuda a lidar da melhor maneira possível com essa rivalidade.

12. Receber os amiguinhos em casa

É uma grande alegria para nossos filhos quando permitimos que tragam seus amiguinhos para passar um dia com eles.

13. Avós presentes e amorosos

Segundo a psicóloga do Hospital São Camilo de São Paulo, Rita Calegari, “A criança se enriquece muito com esse contato, já que recebe mais estímulos, amplia seu repertório e aprende a conviver em um ambiente distinto com pessoas diferentes”.

14. Comer doce

Não sei os filhos de vocês, mas quando digo aos meus que vou fazer um bolo ou uma sobremesa, eles começam a dançar felizes pela casa. É automático, e hilário.

São coisas que fazem a alegria da criançada, e as ajudam a encontrar essa alegria nas coisas simples da vida.

Para criar filhos humildes e obedientes

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.