10 passos para viver um casamento para a vida inteira

Muito se fala sobre as dificuldades do casamento, mas difícil mesmo é deixar escapar a oportunidade de ser feliz a vida toda.


Suely Buriasco

Muitos dizem que o casamento para a vida inteira é um mito e banalizam o divórcio como se ele fosse a solução para a maioria dos problemas conjugais, quando verdadeiramente, a solução está na harmonização do casal. Muitos são os exemplos que comprovam que não só é possível, como bastante viável, manter um casamento pela vida toda.

Eu mesma tenho grandes exemplos na família, como escrevi no artigo A família unida: Doce herança.

Mas casamento feliz não depende da sorte, e sim da edificação efetiva que se inicia antes mesmo do casamento. Nesse sentido alguns passos são fundamentais:

1. Explore os padrões familiares

Conhecer valores e crenças da família de origem facilita muito. Antes de casar representa um alerta e depois sinaliza a melhor forma de entender e lidar com os padrões do cônjuge.

2. Desenvolva a empatia

Compreender as diferenças é fundamental, a empatia proporciona um novo olhar sobre as situações ligadas ao cônjuge e facilita a busca de opções favoráveis para se entender com ele.

3. Cultive a amizade

Isso mesmo, a amizade é um dos pilares das uniões duradouras. Você pode ter sentimentos em relação ao seu cônjuge, mas se não for parceiro(a), amigo(a) e fiel não levará essa união de forma satisfatória. Com amizade é possível separar as emoções e encarar o outro com comprometimento e respeito.

4. Faça um pacto de casamento

As pessoas costumam fazer o contrato formal, mas na prática o que vale mesmo é o pacto, por isso é importante que o casal faça acordos em relação à vida em comum. Atendendo muitos casais em conflito pude perceber o quanto isso é importante, pois o relacionamento se transforma a partir do comprometimento de ambos.

Advertisement

5. Busque ajuda profissional

Se o relacionamento se mostra mais negativo do que positivo, não espere que as coisas se compliquem ainda mais, busque ajuda o quanto antes. É muito bom quando se pode contar com um especialista para dissolver as possíveis turbulências.

6. Busque apoio espiritual

A oração tem grande poder e mantém a harmonia e o bom ânimo entre os cônjuges. No lar representa um alicerce seguro capaz de afastar vibrações negativas que insuflam os desentendimentos. Orar pelo relacionamento é uma grande defesa a favor da harmonia e união do casal.

7. Seja atencioso(a)

Esteja sempre atento(a) em relação ao seu cônjuge a fim de demonstrar amor e detectar suas necessidades mais prementes. A atenção é uma forma generosa de se doar e manifestar bons sentimentos.

8. Elogie seu amor

Cuidado com o rigor das críticas, elas podem formar um círculo vicioso muito negativo para a relação. Procure dar ênfase aos pontos positivos da pessoa que você ama e transmita isso com espontânea satisfação.

9. Não permita que a mágoa se instale

Quando o conflito se transforma em briga, os cônjuges se magoam e a irritação se amplia. O quanto antes procure dissolver os desentendimentos, formular acordos e, conforme escrevi Não espere o outro tomar a iniciativa de salvar seu casamento: Tome você!

10. Renove a relação

O novo é sempre muito atrativo, assim, busque revigorar o relacionamento com pequenas surpresas que representem alguma quebra na rotina diária. A vida a dois pode ser muito estimulante, basta que os cônjuges invistam na satisfação de revigorar a relação.

Será mesmo tão difícil manter um casamento para a vida toda? Aparentemente pode ser mais fácil optar pelo divórcio, no entanto, quando observamos as consequências constatamos que, na maioria das vezes, difícil mesmo é desistir de tentar.

Pensando em divórcio? Considere 5 razões para manter seu casamento

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.