10 momentos que podem edificar ou destruir um casamento

Com sabedoria todos os momentos do dia tornam-se tempo de amar o cônjuge e edificar o casamento.


Suely Buriasco

A partir do casamento, todos os momentos passados juntos podem representar oportunidade de edificar ou destruir os elos propostos. São escolhas diárias que darão significado à vida em comum.

A título de reflexão, convidamos você a analisar os seguintes exemplos comuns no dia a dia dos cônjuges e como podem ser usados para edificar ou destruir o casamento.

1. No momento de acordar

Edifica: Ao abrir os olhos dirigir-se ao outro e trocar um “selinho” de bom dia, o nome é bastante sugestivo: selar um compromisso recíproco.

Destrói: Quando um dos cônjuges tem maior dificuldade de acordar bem humorado, o outro se ressentir e contagiar-se; mesmo sentindo vontade, deixar de agir carinhosamente. Orgulho ferido logo pela manhã não é um bom início de dia.

2. Nas refeições

Edifica: Cumprir as próprias rotinas com alegria, mesmo que tenham pouco tempo; trocar ideia sobre as atividades de cada um e fazer combinações em relação ao que precisa ser feito.

Destrói: Ninguém facilitar nada para o outro, não dividir tarefa, trocar palavras ásperas ou tomar as refeições emburrados.

3. No trabalho

Edifica: Focar nos afazeres com profissionalismo e alegria. Diante dos reveses no trabalho manterem-se otimista e não deixar que isso perturbe a paz familiar.

Advertisement

Destrói: Não compartilhar sua vida profissional e viver especialmente para o trabalho, tornando-se uma figura ausente na família.

4. Durante o dia

Edifica: Pensar várias vezes no cônjuge e não perder oportunidade de demonstrar carinho, seja por mensagens ou telefonemas, observando os momentos oportunos.

Destrói: Não respeitar os horários e possibilidades do cônjuge, mostrando-se uma pessoa inoportuna e inconveniente. Ter crises constantes de ciúmes, insegurança e carência afetiva.

5. Diante de um assédio

Edifica: Não aceitar qualquer tipo de assédio, mesmo que oportunidade para ceder a tentação não falte; ser uma pessoa comprometida consigo mesmo e com o casamento.

Destrói: Banalizar a fidelidade e se deixar levar, envolvendo-se em qualquer tipo de relacionamento extraconjugal.

6. Nos finais de semana

Edifica: Aproveitar a folga para promover e participar de atividades em família; encontrar maneiras de surpreender.

Destrói: Fazer constantemente programas individuais, principalmente os que incomodam e irritam o cônjuge.

7. Em datas especiais

Edifica: Comemorar com alegria e disposição as datas do casal e da família. Vale agendar lembretes para evitar esquecimento.

Destrói: Não mudar a rotina por nada, demonstrando falta de interesse e desatenção.

8. Em meio a conflitos

Edifica: Através do diálogo franco, buscar entendimento e soluções consensuais, pelas quais ambos se sintam satisfeitos.

Advertisement

Destrói: Transformar desentendimentos em brigas acirradas com inflexibilidade, intolerância e impaciência.

9. Diante de intromissões de terceiros

Edifica: Entender a importância de blindar o casamento contra tudo e todos que possam provocar discórdia no lar; unir-se ao cônjuge e, de forma assertiva, não aceitar qualquer intromissão.

Destrói: Deixar-se levar pela opinião dos outros, implantar controvérsia e discutir com o cônjuge.

10. Quando o cônjuge erra

Edifica: Levar em consideração que qualquer pessoa pode errar e se dispor a perdoar, aceitando o arrependimento do cônjuge. Não acumular mágoas e procurar resolver a situação da melhor forma possível.

Destrói: Culpar, cobrar e humilhar o cônjuge. Acumular mágoas.

Qualquer momento na vida a dois pode ser aproveitado para fazer do casamento um encontro de almas e sentimentos. Isso é sabedoria!

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.