Os 5 mecanismos de defesa que estão destruindo seu casamento

Eles são utilizados pela maioria das pessoas e podem ajudar momentaneamente, mas prejudicam o relacionamento conjugal.

2,099 views   |   3 shares
  • Todo mundo tem mecanismos de defesa, segundo a psicologia. Eles se caracterizam por proteger a personalidade da pessoa e para manter o equilíbrio pessoal. Um exemplo seria a pessoa enxergar uma realidade que muitas vezes não existe para não se decepcionar com algo ou alguém, distorcendo a situação.

  • Essa forma de encarar a vida é comum e acontece com a maioria das pessoas. Pesquisadores apontaram que alguns mecanismos de defesa podem piorar os relacionamentos, especialmente os mais íntimos. Eles salvam a pessoa da decepção, mas são extremamente prejudiciais para o cônjuge e para a saúde da relação.

  • Como os mecanismos normalmente ocorrem espontaneamente e sem intenção, cada pessoa precisa observar a si mesma e entender que algo que ela faz para se proteger está sabotando o casamento. Isso exige bastante tato e autocontrole. Os piores 5 mecanismos de defesa para o relacionamento conjugal são:

  • 1. Projeção

  • É muito fácil de perceber uma projeção porque as brigas entre o casal aumentam por algo que o cônjuge faz ou deixa de fazer. Porém, a realidade é que aquele detalhe incomoda a própria pessoa. Um exemplo seria culpar e brigar com o parceiro por ele ser bagunceiro. A pessoa na realidade está vendo seus próprios problemas no outro e o culpa constantemente pedindo uma mudança. O cônjuge ouve e sabe que precisa mudar, porém a situação pode se tornar insuportável e um dia o amor pode esfriar.

  • 2. Negação

  • O parceiro tenta mostrar que existe uma insatisfação, mas a pessoa prefere supor que aquilo não existe. Ela nega a si mesma que algo que ela tem feito pode estar sendo ruim para o parceiro e não aceita olhares críticos ou conversas. É como fechar os olhos para a realidade e esperar que tudo se ajeite com o cônjuge.

  • 3. Repressão

  • A pessoa se considera insuficiente em algo e busca uma compensação. Se ela for encontrada em vícios como o alcoolismo por exemplo, o cônjuge pode sofrer imensamente. Apenas o fato da pessoa ter que buscar por uma compensação pode afligir o cônjuge porque ele pode se sentir desnecessário na relação.

  • Advertisement
  • 4. Regressão

  • Imaginar que a vida é diferente do que ela realmente é pode incomodar muito o parceiro, especialmente para os problemas que surgem e precisam ser resolvidos. A pessoa pode por exemplo imaginar que tudo está bem em seu relacionamento e que o parceiro está satisfeito, imaginar situações divergentes das que realmente acontecem e acreditar que é isso o que realmente ocorre. Deixando de resolver as questões com o parceiro as coisas podem piorar ao longo do tempo.

  • 5. Racionalização

  • A pessoa enfrenta suas dificuldades imaginando que não poderiam ser diferentes e que ela está certa, apesar de sentir que o parceiro não está satisfeito. Se sente superior a ele e isso afeta grandemente a relação, tornando muitas vezes desequilibrada e insustentável.

  • Os mecanismos de defesa podem ser benéficos momentaneamente para a pessoa, porém, a longo prazo eles prejudicam e podem alterar o curso do relacionamento conjugal. Eles são inerentes a muitas personalidades e a maturidade pessoal pode ajudar a perceber quando estão sendo bem utilizados ou não. Profissionais da área da psicologia também podem ajudar na orientação em como conseguir o equilíbrio pessoal e conjugal.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

Os 5 mecanismos de defesa que estão destruindo seu casamento

Eles são utilizados pela maioria das pessoas e podem ajudar momentaneamente, mas prejudicam o relacionamento conjugal.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr