Nadar ou tomar banho depois de comer, é verdade que faz mal?

Nadar ou tomar banho depois de comer, é verdade que faz mal?

Stael Ferreira Pedrosa

Não é incomum ouvir num sábado ensolarado em volta de uma piscina ou na praia, as mães dizendo que as crianças não podem nadar depois de comer. E, na maioria das casas, o banho tem que ser antes do jantar. Ninguém deve tomar banho após as refeições.

Mas, seria só crendice ou tem algum fundo de verdade?

Segundo a Cruz Vermelha Americana, quando se trata de nadar depois de comer, espere até que a criança se sinta confortável antes de deixá-la voltar à água. Porque nadar logo após comer, pode resultar em cãibras de estômago em certas circunstâncias.

Por que as câimbras acontecem?

Quando o estômago recebe o alimento, o sangue flui mais para essa parte facilitando a digestão. Se a pessoa entra na água (principalmente água quente, como a do banho), o sangue tende a ir para a pele, deixando os alimentos mais tempo no estômago. Permanecendo “parado” ali, pode ocorrer fermentação devido às bactérias presentes no organismo humano, resultando em cólicas estomacais ou câimbras, segundo o fisiologista Francisco Gacek, da USP. Mas, ninguém se afoga por uma câimbra no estômago. Nas pernas, é possível.

O mesmo acontece com a prática de atividade física intensa após uma refeição (como nadar, por exemplo) ainda que a água seja fria, o sangue indo para a pele propicia os mesmos sintomas, e dependendo da pessoa, pode causar também náuseas e vômitos.

Advertisement

Concluindo, tomar banho após as refeições não faz mal, desde que o banho seja de frio a morno, e mais rápido. Nadar só é problema se houver um esforço extenuante. Brincar na água após comer não fará mal a ninguém. É bom saber que a água fria é melhor para a digestão que a quente ou morna.

Portanto, deixe as crianças se divertirem, desde que sob supervisão de um adulto.

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.