Maiara, dupla de Maraisa, é atropelada em Goiânia

O motorista estava no celular por isso não viu Maiara atravessar a rua. A assessoria disse que a cantora passa bem.

Stael Ferreira Pedrosa

A informação foi passada nesta quarta-feira (6 de dezembro) pela assessoria da cantora, segundo a informação, Maiara, que faz dupla com a irmã Maraisa, foi atropelada na última semana em Goiânia (GO). A assessoria disse que a cantora passa bem, e que está usando uma bota de gesso em um dos pés. No entanto, os shows agendados não foram cancelados e a agenda segue normal. Maiara, portanto, fará shows com a bota de gesso, pois ficará imobilizada por mais 25 dias. A dupla tem 17 apresentações para o mês de dezembro.

Segundo a assessoria, a causa do acidente foi o motorista do carro que a atropelou por estar usando o celular: “ela estava atravessando a rua para ir ao escritório. Um cara mexendo no celular a atropelou. Ele estava em baixa velocidade”, explicou a assessoria.

Os perigos de dirigir e usar o celular

O celular se tornou nos últimos anos uma ferramenta indispensável. Não é mais apenas um telefone. É um computador de bolso, uma ferramenta social, uma enciclopédia eletrônica, diversão e muito mais.

Impossível imaginar a vida sem ele. No entanto, o uso exagerado e sem limites pode trazer problemas e oferecer riscos diários. Segundo o neurocientista Augusto Buchweitz e o clínico geral Carlos Pompílio, entrevistados no programa Bem Estar da Rede Globo, dirigir olhando o celular é o mesmo que que ficar com os olhos vendados enquanto faz outras atividades.

Segundo a página Bem Estar do site G1, estudo mostra que falar ao telefone dobra as chances de um acidente no trânsito, mas o que mais oferece perigo é digitar no celular, pois aumenta as chances de um acidente em 23 vezes. Nem mesmo o viva voz pode ser considerado um recurso seguro, pois mesmo com ele, ainda há o risco, diz o neurocientista.

Advertisement

É lei

O Código de Trânsito Brasileiro, desde 1997, diz que dirigir o veículo usando fones nos ouvidos conectados à aparelhagem sonora ou com telefone celular é considerado infração de trânsito média e está sujeita a 4 pontos na carteira de habilitação, além de multa no valor de 293,47 reais e até suspensão da CNH.

Isso porque especialistas como o neurologista Augusto Buchweitz e o médico Carlos Pompílio garantem que o cérebro humano tem dificuldades de executar mais de uma atividade ao mesmo tempo, o que causa prejuízo de atenção a ambas. Dirigir é uma atividade que demanda muita atenção tanto aos erros quanto à possibilidade de acidentes onde vidas estão envolvidas.

Desde que o celular se tornou comum entre as pessoas, o número de acidentes causados pela troca de mensagens enquanto dirige já ultrapassou o número de acidentes consequentes do uso do álcool.

Advertisement
Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.