8 coisas que todo marido deve fazer quando sua esposa está emocionalmente destruída

Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Cuide de sua esposa em todos os momentos da vida dela, especialmente quando ela está doente.

Stael Ferreira Pedrosa

As doenças emocionais tornaram-se mais comuns em nossa época que em todas as outras anteriores. Temos que estar preparados para lidar com problemas emocionais que podem surgir em nossas famílias acometendo aqueles a quem amamos.

A pessoa emocionalmente destruída, segundo a terapeuta Cristina Longhi, “não percebe que deu poder a alguma situação que passou e ficou preso nela. Depende de alguém ou uma situação externa para sentir-se feliz. Acredita que é difícil mudar alguma situação e não consegue sentir que pode mudar”. Pessoas assim precisam de ajuda para sair dessa situação, elas não conseguem sozinhas.

Mulheres são duas vezes mais propensas a desenvolver problemas emocionais como a depressão, Distmia, Síndrome de Burnout, entre outros. Segundo o psiquiatra Persio Ribeiro Gomes de Deus, as alterações hormonais, entre outros fatores, tornam a mulher mais predisposta a depressão e transtornos depressivos: para cada homem com o problema, há duas mulheres na mesma situação.

Caso sua esposa esteja passando por isso, aqui estão atitudes que realmente irão ajudar.

1. Mostre amor e aceitação incondicionais

Pode ser difícil fazer isso quando sua esposa parece não responder a nenhuma demonstração de afeto, mas é justamente nesse momento que ela mais precisa do seu amor incondicional. Tanto falado quanto demonstrado.

Advertisement

2. Apoie

Doenças emocionais podem ser devastadoras. É como se ninguém pudesse entender, é como se a pessoa tentasse sair de uma bola de metal usando só as unhas. Por isso ela precisa do seu apoio, sem críticas e sem conselhos do tipo: reaja, você é capaz! É como dizer a um cego: leia, você é capaz! Não, ela não é. Apenas abrace-a e mostre que você está ao lado dela sempre – ainda que ela o empurre, o que é comum na depressão.

3. Crie uma lista mental do que a alegra

Ofereça-lhe algo que a alegra quando ela estiver especialmente afetada. Talvez seja uma maratona de sua série favorita, uma guloseima que ela adore, ou uma sessão de massagem que a ajude a relaxar. Entenda o que ela deseja nesses momentos e dê a ela. Você pode simplesmente aparecer na porta com o sorvete favorito dela sem precisar perguntar.

4. Dê-lhe espaço

Às vezes tudo que uma mulher emocionalmente devastada precisa é de um tempo sozinha, longe de crianças, tarefas domésticas, trabalho, estudo, ou seja o que for. Dê-lhe algum tempo livre para se dedicar ao que ela gosta ou simplesmente para dormir. Pessoas deprimidas sentem muito sono.

5. Converse com ela

Entre perceber que sua esposa está emocionalmente destruída e a estabilização, é necessário que ela se conscientize e se trate. Muitas vezes a pessoa emocionalmente doente pensa que apenas precisa descansar. Na verdade, se ela apresenta sintomas como ansiedade, apatia, descontentamento com o que antes apreciava, irritação, choro, afastamento social, sono ou fome excessivos, já há razões suficientes para procurar ajuda. No entanto, o próprio doente nem sempre percebe. Uma conversa fora da crise, quando ela estiver calma, pode ajudar.

6. Paciência

Muitas vezes o marido não sabe o que fazer ou como agir. Sente-se incapaz ou que não é necessário já que a esposa diz coisas que o magoam. Lembre-se que ela não faz porque quer, ela quer extravasar o tumulto que está dentro de si. Deixa-a extravasar e quando ela se acalmar, pergunte: “O que posso fazer para ajudar?”.

Advertisement

7. Diminua sua carga

Pode ser que você chegue em casa e ela esteja dormindo enquanto as crianças estão precisando de cuidados ou com fome, a casa está bagunçada e o caos parece ter se instalado. Por mais difícil e cansativo que possa ser para você nesse momento, não a critique. Verifique se ela está bem e em seguida faça o que puder para ajudar no trabalho doméstico. Este é um sinal claro que ela está emocionalmente alterada.

8. Cuide de si mesmo

Conviver com um cônjuge deprimido ou com outra doença emocional não é fácil e você precisará de ajuda também. A depressão afeta o humor, a capacidade de julgamentos e traz uma necessidade de isolamento que pode fazer um cônjuge se sentir rejeitado, que não faz nada certo, ou totalmente incapaz de ajudar. Antes que ambos fiquem doentes, é melhor procurar uma terapia conjunta.

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.