7 atitudes dos pais que podem transformar seus filhos em cafajestes

A não ser que os pais parem completamente de fazer e dizer essas coisas, é bem provável que seus filhos se tornem verdadeiros cafajestes no futuro.

Erika Strassburger

A não ser que os pais parem completamente de fazer e dizer essas coisas, é bem provável que seus filhos se tornem verdadeiros cafajestes no futuro.

1. Generalizar ao se referir tanto a homens quanto a mulheres

É tão comum ver mulheres dizendo que “Nenhum homem presta!”, que “São todos canalhas, traidores!”. Espera aí, e os seus filhos? E seus pais e irmãos? Imaginem um menino crescendo em um ambiente em que os homens são denegridos, são negativamente equiparados? É bem provável que acabem se tornando aquilo que ouviram a vida inteira.

E se crescerem ouvindo que “Toda mulher é interesseira”, que “São todas iguais”, eles terão muita dificuldade de entregar seu coração a uma mulher, de confiar nelas. Então, tenderão a desvalorizá-las, a se aproveitarem delas, tratá-las mal.

2. Incentivá-los a “pegar todas”

Cansei de ouvir pais, inclusive mães, dizendo “Amarrem suas cabras, que meu cabrito está solto!” Se os próprios pais pensam dessa maneira, como esperar que seus filhos se tornem respeitosos e fiéis? E imaginem o tipo de visão que eles terão dos relacionamentos.

3. Falar mal de meninas e mulheres na frente deles

Ainda que algumas meninas e mulheres se comportem inadequadamente, os pais jamais devem usar qualquer termo pejorativo ao se referirem a elas. Se eles virem os pais insultando algumas mulheres, cedo ou tarde eles acabarão fazendo o mesmo.

Advertisement

Leia: Como ensinar as crianças a se vestirem e se comportarem com modéstia

4. Desrespeito, insultos e agressões do pai contra a mãe deles

Quando os meninos veem o próprio pai agredindo verbal ou fisicamente a mãe deles, eles poderão pensar que é normal insultar e oprimir as mulheres. E tenderão a imitar o comportamento do pai no futuro.

5. Ignorar quando eles agridem ou desrespeitem uma menina

Jamais permita que seus filhos ergam a mão ou a voz contra qualquer garota, seja sua irmã, prima, amiga ou desconhecida. Eles precisam ser ensinados, desde muito cedo, a tratar as mulheres com respeito. Eu ensino a meus filhos que toda menina é uma princesa, uma filha de Deus. E merecem ser tratadas à altura de quem são.

6. Não sair em sua defesa quando são agredidos por garotas

Assim como eles não devem bater nas meninas, eles não podem aceitar ser agredidos por elas. Os meninos precisam saber que não é porque são homens que precisam suportar agressões vindas das meninas. Eles devem respeitá-las, mas devem também exigir respeito. Se apanharem das garotas quando são crianças e adolescentes, a tendência é que se tornem agressores de mulheres no futuro.

7. Violência e apatia vinda da própria mãe

A forma como um menino se relaciona com sua mãe irá definir como ele se relacionará com outras mulheres. Se a mãe, que é quem deveria amá-lo e protegê-lo, é violenta e não se importa com ele, a tendência é que, no futuro, ele desconte suas frustrações nas mulheres com quem vir a se relacionar.

Advertisement

É incrível como o que pais e mães dizem e fazem pode definir o futuro de seus filhos. Se quisermos que nossos filhos se tornem homens íntegros, fiéis, verdadeiros cavalheiros – além de mentalmente saudáveis – precisamos exterminar esses 7 comportamentos, e outros similares.

Leia também: Como ensinar meninos sobre as meninas

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.