5 razões pelas quais você deve comemorar o Dia dos Pais

Afinal, por que comemorar o dia dos Pais? Veja aqui razões fortes para fazer deste um dia especial para o seu pai e para você também.

Stael Ferreira Pedrosa

1. Por que pai só tem um

Sempre dizem que mãe só tem uma, mas embora existam tios, avós e padrastos maravilhosos, fato é que pai, também só tem um. Como diz Marta Medeiros: Verdade seja dita: há muitas como sua mãe, mas ninguém como seu pai. Os pais se diferem entre si. Enquanto as experiências maternas são muito semelhantes, cada pai é um ser diferente do outro. Tem o pai brincalhão, o pai sério, o pai amoroso, cuidadoso, o desligado, o sovina, o pai gastador, o pai presente, o pai ausente, o pai trabalhador, o pai que não leva nada a sério, enfim… Cada pai tem um perfil diferente. O seu também tem. Aceite-o e ame-o como ele é.

2. Por que eles merecem

Ninguém é perfeito, seu pai também não, mas ele se dedica. Ele trabalha a maior parte do seu tempo para prover à sua família. Ele faz o possível para dar bom exemplo e deixar seus passos gravados no melhor solo para que seus filhos o sigam. Ele ama e se importa com sua mãe. Tudo bem, talvez ele não faça tudo isso, ame-o mesmo assim, homenageie-o mesmo assim. Deixe-o saber que é amado e aceito com e por suas limitações.

3. Por que não podemos comemorar todos os dias

A vida é corrida, os dias passam rápido, os compromissos são tantos. Deixamos aquele cumprimento para depois, protelamos uma declaração de amor, deixamos os abraços para mais tarde, para amanhã. Sentimos a saudade, o amor que pede para ser manifestado hoje deixamos para a próxima semana. Mas, ah, o Dia dos Pais, esse não. Esse tem a obrigação de ser celebrado, lembrado, preenchido com abraços, beijos, presentes e palavras de amor.

4. Por que eles nos amam

O papel do pai no lar tem mudado bastante nos últimos 50 anos. Ele passou daquele ser sisudo que chegava em casa e as crianças tinham que vir cumprimentar e sumir em seguida para que ele descansasse, lendo seu jornal em absoluto silêncio. O contato era pouco e rápido. O pai era sinônimo de provisão material, respeito (ou medo), obediência e força.

Hoje em dia, felizmente, os pais são mais presentes, brincam com seus filhos, abraçam e beijam e gostam da presença dos pequenos. Participam com as tarefas escolares e até vão nas reuniões de pais e mestres. Pais agora sabem trocar fraldas, fazer a mamadeira, dar banho, levar ao banheiro, ninar e acalentar seus filhos. Seu amor é expresso de maneira mais aberta desde os primeiros dias até a fase adulta. Nossos pais nos amam e esse amor é maravilhoso. Celebremos, então.

Advertisement

5. Por que nós os amamos

Ter um pai é uma dádiva que muitos anseiam. Há aqueles que nunca conheceram seus pais, ou aqueles que conheceram e eles se foram deixando uma saudade difícil de lidar. Por isso, celebre. Celebre sempre que possível a presença de seu pai. Seja ele ainda jovem e vigoroso, maduro e sábio, ou já velho e cansado, quem não quer a doce, forte, protetora presença de seu pai?

Se há algo que o impede de amá-lo ou de demonstrar seu amor, busque perdoar, aproximar-se dele, aceitá-lo mesmo com seus defeitos. Nunca sabemos quando será a última vez que iremos falar com ele, abraçá-lo, beijá-lo e sentir sua presença. Por isso agora ou no Dia dos Pais, não perca nem mais um instante. Corra para seu pai e diga-lhe o quanto você o ama.

P.S. Leve um presente!

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.