12 alimentos que ajudam no combate à depressão e 3 que pioram o quadro

Descubra se os alimentos que você está ingerindo estão melhorando ou piorando a sua depressão – e faça, imediatamente, os devidos ajustes.

Erika Strassburger

Os profissionais de saúde mental garantem que os alimentos que você ingere podem tanto ajudar no combate à depressão quanto atrapalhar o tratamento.

Neste site de psiquiatria lemos: “Muitas vitaminas e minerais implicam na conexão dieta-depressão, especialmente as vitaminas B que estão diretamente ligadas ao sistema nervoso e ao funcionamento mental. Muitos minerais têm uma função importante no combate à depressão, como o cálcio, magnésio, ferro, zinco e selênio. Não consumir quantidades ideais destes elementos básicos pode não ser a resposta à sua depressão, mas adicioná-los a sua dieta certamente vai ajudar.”

Veja 12 alimentos que contêm os principais nutrientes necessários para ajudar no combate à doença:

1. Fígado

Nutrientes: ferro, ácido fólico, vitaminas B1, B2, B6 e B12.

2. Leite e derivados

Nutrientes: cálcio, triptofano (um dos nutrientes mais importantes), ferro e Vitamina B12.

Advertisement

3. Peixe

Nutrientes: triptofano, zinco, vitaminas B1, B2 e B6.

4. Banana

Nutrientes: vitamina B6, triptofano e ácido fólico.

5. Castanhas e nozes

Nutrientes: Vitamina E, magnésio, selênio e zinco.

6. Laranja

Nutrientes: ácido fólico e vitamina C.

7. Brócolis

Nutrientes: vitamina E, cálcio, ferro e ácido fólico.

Advertisement

8. Ovos

Nutrientes: ferro, ácido fólico, vitaminas B1 e B6.

9. Folhas verde-escuras

Nutrientes: Vitaminas A, C e E, cálcio, ácido fólico e zinco.

10. Amendoim

Nutrientes: magnésio e vitamina B6.

11. Feijão

Nutrientes: triptofano e ferro.

12. Aveia

Nutrientes: cálcio, ferro, magnésio, vitamina E e zinco.

Advertisement

Além de incluir os alimentos acima na dieta, ao escolher o que comer, dê sempre preferência a alimentos saudáveis, como frutas, verduras, legumes e grãos, que nutrem a células, melhoram o trânsito intestinal e promovem uma melhor disposição física e mental. E de nada adiantará ingerir todos os nutrientes indicados acima se não beber água em quantidades adequadas.

O que não ingerir

A nutricionista Lavoisiana Lacerda aponta os piores inimigos do paciente com depressão:

1. Alimentos ricos em cafeína

Café, chá preto, refrigerantes, entre outros, fazem o nível de serotonina aumentar por um momento, mas, em seguida, provoca um aumento na ansiedade.

2. Alimentos ricos em gordura trans

Essa gordura, encontrada em abundância em alimentos industrializados, destrói os neurônios, o que provoca uma queda nas atividades neurológicas e, consequentemente, aumenta a irritação e ansiedade do paciente.

3. Bebidas alcoólicas

Impedem o organismo de absorver quantidades suficientes dos nutrientes benéficos.

Advertisement

Embora esses alimentos tenham potencial para evitar e melhorar os quadros de depressão, é imprescindível que o paciente continue com o acompanhamento psiquiátrico e não abandone o tratamento nem o altere sem orientação de seu médico.

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.